Doenças e Tratamentos

Sarcoma de kaposi – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

sarcoma de kaposi

A sarcoma de kaposi é algumas manchas podem aparecer nos dedos dos pés ou na perna, ou podem surgir em qualquer lugar do corpo ou na boca ou nas áreas genitais, e depois se espalhar para outras áreas, incluindo os órgãos internos.

Embora esse câncer no geral possa ser identificado por sua aparência, os médicos geralmente fazem uma biópsia. As manchas podem ser removidas ou tratadas com radioterapia, mas se o câncer for agressivo, o tratamento vai incluir medicamentos de quimioterapia ou interferon alfa.

sarcoma de kaposi o que e, causas, sintomas e tratamentos
sarcoma de kaposi o que e, causas, sintomas e tratamentos

sarcoma de kaposi o que é, causas, sintomas e tratamentosO nome é bem diferente, para alguns pode até soar engraçado, mas a doença que ele representa não é nem um pouco engraçada. O sarcoma de kaposi é um tipo de câncer. Este tipo de câncer se caracteriza por tumores com pequenos vasos sanguíneos novos que crescem abaixo da superfície da pele e nas membranas da boca, nariz, olhos e ânus. Pode se espalhar para seus pulmões, fígado, estômago, intestinos e linfonodos, que são glândulas que o ajudam a combater a infecção.

O que é sarcoma de kaposi?

Ela é um câncer raro do tecido conjuntivo, e é frequentemente associado com AIDS. O câncer tem crescimento lento e pode envolver a pele, pulmões, trato gastrointestinal e outros órgãos. Além disso, em pessoas com AIDS, esta doença é causado por uma interação entre o HIV, o sistema imunológico debilitado e o vírus HHV- 8. As pessoas que têm insuficiência renal ou outros transplantes de órgãos também estão em risco de sarcoma de kaposi.

Pessoas que vivem com o vírus da AIDS têm maior probabilidade de desenvolver alguns tipos de câncer, segundo uma pesquisa feita por pesquisadores do Kaiser Permanente, organização de saúde da Califórnia, nos Estados Unidos. A maior incidência ocorre, principalmente, quando existe associação com outros fatores de risco para o câncer, como o tabagismo e a obesidade.

Para chegar a esta conclusão, o estudo comparou históricos médicos de cerca de 21 mil pacientes com HIV com os históricos de mais de 215 mil pessoas sem o vírus. Além disso, a partir dessa análise, os pesquisadores conseguiram calcular os riscos para os 10 tipos de câncer mais comuns nos soropositivos.

Causas do sarcoma de kaposi:

É causado por um subtipo de vírus da família do Herpesvírus, chamado de HHV 8 ou KSHV (Kaposi sarcoma herpes vírus). Apesar de serem da mesma família, o HHV 8, que causa dele, nada tem a ver com os HHV 1 e HHV 2, que causam os herpes labial e herpes genital.

Apesar do vírus HHV 8 ser o responsável pelo surgimento deste tumor, somente a sua infecção não é suficiente para o desenvolvimento da doença. Na verdade, apenas 0,03% das pessoas saudáveis contaminadas pelo HHV 8 desenvolvem esta doença. Esta baixíssima taxa de adoecimento se deve ao fato do nosso sistema imune ser capaz de controlar o vírus, o que fez com que durante séculos o sarcoma de kaposi fosse um tumor muito raro.

Sintomas:

Os sintomas do sarcoma de kaposi mais comuns são lesões na pele vermelhas-arroxeadas espalhadas pelo corpo e o inchaço dos membros inferiores devido à retenção de líquidos. Na pele negra, as lesões podem ser marrom ou pretas.

Nos casos mais graves, em que atinge o sistema gastrointestinal, podem surgir:

Os indivíduos com HIV podem desenvolver pulmonar no qual o câncer atinge os pulmões provocando insuficiência respiratória, dificuldade a respirar, dor no peito e escarro com sangue.

O diagnóstico é realizado através de uma biópsia e confirmado por análise patológica.

Tipos de sarcoma de kaposi:

Clássico: raro, de evolução lenta, atinge homens idosos sem comprometimento do sistema imunológico;

Endêmico ou africano: forma mais agressiva, acomete mais os negros jovens da África Equatorial;

sarcoma de kaposi tratamentos
sarcoma de kaposi tratamentos

Relacionado com o sistema imunológico deprimido, como ocorre com os HIV-positivos, os transplantados e os que tomam imunossupressores.

Tratamentos:

No sarcoma de kaposi clássico o tratamento inclui quimioterapia e radioterapia de acordo com o estágio e a localização do tumor.

Relacionado a AIDS ou a imunossupressão, o principal objetivo é tentar restabelecer o sistema imune. Nos pacientes com AIDS está indicado o início do coquetel de anti-retrovirais. Nos pacientes medicados com imunossupressores, deve-se suspender essas drogas, ou pelo menos reduzir as doses para tentar reduzir o grau de imunossupressão. Além disso, se a doença for extensa, a quimioterapia pode ser indicada.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Deixe um comentário