Cirrose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Cirrose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.6 (91%) 20 votes

Cirrose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos desta doença. Além disso, a Cirrose é uma doença difusa crônica do fígado que altera as funções das células dele e dos sistemas de canais biliares e sanguíneos (bloqueando-os), transformando o tecido formado pelas suas células originais em tecido fibroso, por um processo habitualmente chamado fibrose ou esclerose.

cirrose

A Cirrose é mais comum em homens acima dos 45 anos, mas pode acometer também as mulheres. O uso abusivo de álcool fez crescer o número de portadores da doença nos últimos anos.

O que é Cirrose?

A Cirrose é uma grave doença do fígado responsável por muitas mortes. O fígado é um órgão vital e um dos maiores do corpo humano. Localizado na parte direita do abdômen entre o diafragma e o estômago, o fígado tem muitas funções: filtra as toxinas, armazena e transforma os nutrientes absorvidos pelos intestinos.

Também fabrica proteínas que contribuem para a coagulação do sangue, produz a bile que permite a absorção das gorduras e ajuda a regular os níveis de glicose de certos hormônios.

A Cirrose é uma doença do fígado. Caracteriza-se por uma substituição progressiva dos tecidos saudáveis do fígado por nódulos e tecido fibroso, o que prejudica progressivamente a função hepática. Trata-se de uma doença grave e irreversível, que pode permanecer estável ou evoluir muito.

Causas da Cirrose:

Uma das principais causas da cirrose ainda é o abuso do álcool, como o fígado é responsável pela metabolização dessa substância, se ele é exposto a doses excessivas de álcool, então sofre danos em seus tecidos vitais que comprometem seu funcionamento.

Outras causas da doença são as hepatites crônicas, provocadas pelos vírus B e C, e pelo uso de determinados medicamentos, assim como pela hepatite auto-imune. Desenvolveu-se uma crença popular de que esta é a doença de alcoólatras, contudo, todas as doenças que levam à inflamação crônica do fígado (hepatopatia crônica) podem desenvolver esta doença.

Sintomas da Cirrose:

Os sintomas da Cirrose começam a surgir a partir de 30 dias após estar contaminado. Em muitas pessoas não há qualquer manifestação dos sintomas. Porém, os principais sinais relatados são:

  • Icterícia ou amarelão
  • Fadiga
  • Vômitos e náuseas
  • Dor no abdômen
  • Urina escura
  • Dor nas articulações
  • Febre
  • Em casos mais graves pode haver a perda da função dos rins, cirrose, câncer e consequentemente a morte.

Diagnóstico da Cirrose:

Esta doença em seus estágios iniciais é freqüentemente diagnosticada quando o paciente está sendo testado para alguma outra condição ou doença porque os sintomas não estão presentes. Qualquer pessoa que tenha os seguintes sintomas deve consultar imediatamente o seu médico:

  • Febre com tremores
  • Arfando (falta de ar)
  • Vômitos de sangue
  • Fezes escuras, ou fezes alquitranadas (como se cobertas com alcatrão)
  • Episódios de sonolência ou confusão.

causas da cirrose

Tratamentos Para Cirrose:

O único tratamento definitivo e eficaz para a Cirrose é o transplante de fígado, mas também pode haver melhoras se for possível suspender o agente agressor que tenha originado a doença. E isso porque a capacidade regenerativa do fígado é muito grande: é possível ao órgão perder mais de dois terços da sua estrutura e a porção restante voltar a crescer até praticamente o tamanho normal.

É algo semelhante ao que ocorre no transplante, em que o receptor recebe apenas uma porção do fígado do doador, que depois cresce. Como o transplante só está indicado em casos muito graves, nos outros casos deve-se tentar a detecção precoce e o tratamento das complicações, procedendo-se às intervenções necessárias.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *