Psicose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Psicose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos deste distúrbio. Além disso, a Psicose é uma condição anormal da mente que envolve uma “perda de contato com a realidade. Pessoas com Psicose podem apresentar alterações de personalidade e transtornos do pensamento.

psicose

Dependendo da sua gravidade, isso pode ser acompanhado por um comportamento incomum ou estranho, bem como dificuldade com interação social e comprometimento na realização de atividades da vida diária.

A Psicose como sinal de transtorno psiquiátrico é um diagnóstico de exclusão. Ou seja, um novo episódio não é considerado um sintoma de um transtorno psiquiátrico até que outras causas relevantes e conhecidas do distúrbio sejam devidamente excluídas.

O que é Psicose?

A Psicose é um estado mental patológico, no qual o indivíduo perde o contato com a realidade, e pode causar alucinações, alterações de personalidade, desordem de pensamento, comportamento incomum, dificuldades de interação social e manter atividades cotidianas.

Este termo é derivado do grego “psique”, que significa mente, e “ose”, que significa condição anormal. Portanto, é uma condição anormal da mente.

Ela não pode ser relacionada a nenhuma experiência humana, como outras doenças emocionais, pois esse transtorno não encontra base em nenhuma vivência pessoal, nem mesmo a sonhos irreais.

Causas da Psicose:

Há muitas causas da Psicose. Algumas delas incluem a não obtenção de sono suficiente, alguns medicamentos e abuso de álcool ou drogas como a maconha e LSD. Eventos traumáticos, como a morte de um ente querido ou uma agressão sexual, podem levar a episódios deste distúrbio em pessoas que são vulneráveis a ela.

Também podem ser causas: lesões cerebrais traumáticas, tumores cerebrais, acidentes vasculares cerebrais, doença de Parkinson e Alzheimer. O distúrbio pode também ser um sintoma de uma doença mental , incluindo esquizofrenia ou distúrbio bipolar.

Sintomas da Psicose:

Comumente um indivíduo psicótico apresenta-se agitado, agressivo e impulsivo mas os principais sintomas da Psicose incluem:

  • Delírios;
  • Alucinações como ouvir vozes;
  • Mudanças bruscas de humor ficando muito feliz num momento e depressivo logo a seguir;
  • Fala muito rápida ou muito lenta;
  • Dificuldade para se expressar;
  • Falar coisas sem sentido e frases difíceis de perceber;
  • Manias e medos incontroláveis;
  • Confusão mental;
  • Dificuldade para se relacionar com outras pessoas;
  • Agitação;
  • Insônia;
  • Comportamento suicida;
  • Agressividade e autoagressão.

O distúrbio geralmente aparece em jovens ou adolescentes e pode ser passageira ou estar relacionada a outras doenças psiquiátricas como transtorno bipolar, Alzheimer, epilepsia, esquizofrenia, depressão, sendo comum também em usuários de drogas.

Diagnóstico da Psicose:

É recomendado que você procure um psicólogo, psiquiatra ou assistente social treinado, se você acha que teve Psicose.

Eles vão descobrir o que poderia ter causado isso e descobrir quaisquer condições relacionadas. Os médicos costumam diagnosticar doenças mentais por exclusão de outras coisas que poderiam estar causando sintomas psicóticos.

causas da psicose

Tratamentos Para Psicose:

Não existe uma cura definitiva para a Psicose, pois todos estão suscetíveis à volta de um transtorno psicótico. Porém, há tratamentos que ajudam a controlar os sintomas e estabilizar os padrões de comportamentos e pensamentos do indivíduo.

O tratamento depende unicamente da causa e do tipo de distúrbio apresentado. O mais comum é o tratamento através de remédios antipsicóticos combinado com terapias, um método muito importante para o tratamento.

Alguns tratamentos bastante usados são:

  • Medicamentos prescritos por médicos psiquiatras;
  • Orientação familiar;
  • Terapia ocupacional e familiar;
  • Grupos de ajuda;
  • Dieta vegetariana;
  • Atividades físicas ao ar livre;
  • Hidroterapia.

Em casos em que o paciente apresenta risco para si ou para outras pessoas, ele poderá ser hospitalizado com o uso de medicamentos tranquilizantes, o que o leva a um estado de relaxamento de forma mais rápida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *