Benefícios das Plantas

Louro indiano – o que é, benefícios e como usar!

O louro indiano possui ricas propriedades nutricionais que favorecem a saúde do corpo humano de forma eficaz. e o seu nome científico laurus nobilis, é bastante conhecido por ser usado no preparo do feijão e da feijoada, além de muitos outros pratos da culinária internacional.

As folhas são usadas normalmente secas, já que têm forte aroma e sabor, e podem ser usadas em carnes, caldos, sopas e ensopados, mas o que muita gente não sabe é que são ricas em propriedades medicinais. Originária do Mediterrâneo, a planta Louro pode chegar aos 20 metros de altura, e suas folhas são as partes usadas para fins culinários e medicinais.

louro indiano
louro indiano

Valores nutricionais do louro indiano:

Com 320 calorias por 100 gramas, o louro indiano é rico em carboidratos e fibras alimentares. Também é rico em vitamina A, vitamina B, vitamina C e vitamina D, cálcio, ferro, potássio e magnésio, além de conter gorduras saturadas e insaturadas.

Seu forte cheiro estimula a produção de saliva e enzimas digestivas que ajudam a quebrar as partículas dos alimentos, promovendo, portanto, uma digestão saudável. Ajuda no combate à azia e inchaço decorrentes da má digestão, o que justifica seu uso tão comum em feijoadas e pratos pesados.

Benefícios do louro indiano para saúde:

As folhas desta planta foram consideradas eficazes no tratamento de diabetes tipo 2 pois elas causam a redução nos níveis de glicose no sangue, colesterol e triglicerídeos. Além disso, esta erva ajuda a hidratar a pele, impedindo assim a ocorrência de rugas e surtos de pele.

Consumir algumas de suas folhas ao deitar ajuda a induzir o sono adequado. Para este fim, misture algumas gotas do extrato da folha de louro indiano com água e consuma. Por serem ricas em ácido fólico, as folhas do louro indiano são extremamente benéficas durante o período de peri concepção (3 meses antes e depois da gravidez). Ajuda no tratamento de infecções renais e até mesmo pedras nos rins.

  • Para ter dentes brancos, escove-os com as folhas desta erva em pó uma vez em 3 dias.
  • Esta erva quando consumida por via oral, pode induzir a menstruação regular e normal. Elas também têm a propriedade de curar corrimento vaginal.

Como usar o louro indiano?

Claro, não há nada impedindo você de cozinhar com esta erva para obter esses benefícios, apenas certifique-se de remover as folhas antes de servir porque elas podem causar asfixia ao engolir.

No entanto, se você está se sentindo estressado ou você esta de mau humor, basta queimar uma folha ou duas em uma bandeja de alumínio em seu quarto ou escritório e deixe por dez minutos.

Certifique-se de fechar as janelas (uma brisa poderia estragar o efeito), manter a bandeja longe de qualquer coisa inflamável (como papel, madeira ou lençóis) e certifique-se de que você não está queimando sob um detector de fumaça.

Como fazer o chá de louro indiano?

Etapas:

  1. Para preparar o chá, coloque algumas folhas de louro indiano em uma chaleira com água.
  2. Leve ao fogo e, quando começar a ferver, marque cinco minutos e então desligue.
  3. Deixe tampado e descansando por 10 minutos.
  4. Em seguida, coe e consuma.
  5. A dose indicada é entre três ou quatro xícaras espaçadas durante o dia.

Contraindicações :

É importante atentar à quantidade ingerida, pois o louro indiano pode causar sonolência e ser prejudicial àqueles que possuem sensibilidade no estômago, quando consumido em excesso. Além disso, a planta e seu consumo estão contraindicados para gestantes ou mulheres em fase de lactação.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

1 comentário

  • […] A fibra dietética presente no Chá de Ora-Pro-Nóbis pode absorver e distribuir a caloria, cujo pode ser usada corretamente em todos os órgãos do corpo. Isto irá evitar a acumulação de calorias no sangue, cujo pode aumentar o nível de glicose no sangue. […]

Deixe um comentário