Início » Doenças e Tratamentos » Lábio leporino – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

Lábio leporino – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

lábio leporino

O lábio leporino é uma abertura no lábio ou no palato, podendo ser completa. Essas aberturas resultam do desenvolvimento incompleto do lábio e/ou do palato (céu da boca), enquanto o bebê está se formando, antes de nascer. O lábio e o céu da boca desenvolvem-se separadamente durante os três primeiros meses de gestação. Nas fissuras mais comuns o lado esquerdo e o direito do lábio não se juntam, ficando uma linha vertical aberta.

labio leporino o que e, causas, sintomas e tratamentos
lábio leporino o que é, causas, sintomas e tratamentos

A mesma situação pode acontecer com o céu da boca ou palato. Em casos mais raros pode haver duas fissuras no palato, uma do lado direito e outra do lado esquerdo.

Lábio leporino não é uma alteração apenas estética. É a causa de problemas de saúde como má nutrição, problemas respiratórios, de fala e audição, infecções crônicas e alterações na dentição. Do mesmo modo, lábio leporino levam a problemas emocionais, de sociabilidade e de auto-estima. Sendo assim, o tratamento para o lábio leporino necessita de abordagem multidisciplinar, ou seja, participação de especialistas da área de cirurgia plástica, otorrinolaringologia, odontologia, fonoaudióloga, por exemplo.

Atualmente, a recomendação é que a lábio leporino seja corrigida dentro das primeiras 72 horas após o nascimento, para reconstrução do lábio superior e reposicionamento do nariz, pois normalmente existe um desabamento da asa do nariz, devido à falta de apoio do músculo que está solto daquele lado.

Causas e fatores de risco do lábio leporino:

Os pesquisadores ainda não sabem exatamente o que causa o lábio leporino. Porém, já se sabe que está ligado a uma combinação de fatores que envolvem genética e também o ambiente da mãe durante a gravidez.

Pessoas que tem familiares próximos ou que elas mesmas tiveram tem maiores chances dos filhos desenvolverem a condição. Porém, mesmo nestes casos, a condição ainda é rara. Algumas das atitudes na gravidez que já se sabe que podem favorecer são:

  • Fumar e/ou consumir bebidas alcoólicas durante a gestação;
  • A mãe ter diabetes antes de engravidar;
  • Uso de certos medicamentos para tratar epilepsia ou enxaqueca, como topamax e valproic e
  • também o uso de tabletes de esteroides;
  • Não tomar suplemento de ácido fólico durante a gestação;
  • A mãe estar com obesidade durante a gestação.

Prevenção do lábio leporino:

Como o Lábio Leporino chega mais próximo a ser de caráter genético, nem sempre há uma forma de prevenção. Mas, uma possibilidade é evitar os fatores de risco mencionados e realizar um diagnóstico precoce por meio do exame de ultrassonografia, a fim de que os pais possam ter tempo para buscar acompanhamento médico e prepararem-se para o problema da criança.

lábio leporino
lábio leporino

Tratamentos:

  • Realização de cirurgias para a correção do problema. Os bebês com lábio leporino geralmente fazem a primeira cirurgia até os 12 meses e depois costumam realizar outras cirurgias ao longo da vida;
  • Orientação em relação a cuidados especiais na amamentação. A amamentação de bebês é possível, desde que a mãe receba orientação adequada. Em alguns casos, uma mamadeira especial pode ser necessária;
  • Orientação em relação a cuidados de higiene. É preciso ter atenção especial ao escovar os dentes dos bebês com essa condição é esperado que essa orientação seja dada pelo médico ou outro profissional de saúde;

Os bebês que nascem com lábios leporinos geralmente precisam do auxílio de um fonoaudiólogo para que possam desenvolver a fala corretamente.

Dr. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

1 comentário

  • […] labial e palato […]

Deixe um comentário