Equinácea – O que é, Benefícios e Como Usar

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Equinácea – O que é, Benefícios e Como Usar
4.8 (96%) 5 vote[s]

Equinácea – O que é, Benefícios e Como Usar esta erva medicinal. Além disso, a Equinácea é utilizada á muitos anos para combater diversos tipos de doenças. O seu nome científico é Echinacea purpurea e pode ser comprada em lojas de produtos naturais, feiras livres e farmácias de manipulação na sua forma natural ou em alguns supermercados, sob a forma de sachês.

equinacea

Essa característica se deve a importância que ela possui nos tratamentos médicos, como na estimulação do sistema imunológico, e impedindo o desenvolvimento de infecções respiratórias e de afecções na pele.

O que é a equinácea?

Ela é uma planta nativa da América do Norte e comum em grande parte do continente norte-americano até o sul do Canadá. Os indígenas norte-americanos a chamam de “raiz de alce”, pois é ingerida por estes animais quando estão feridos ou doentes e, desta maneira, dizem eles, os humanos aprenderam a usar esta planta.

Propriedades da Equinácea:

A Equinácea pode ser usada para ajudar no tratamento de doenças virais ou bacterianas, devido às suas propriedades:

  • Anti-inflamatória;
  • Antioxidante;
  • Antibiótica;
  • Desintoxicante;
  • Imunoestimulante;
  • Antialérgica.

Agora que você ja conhece as suas principais propriedades, confira também os Benefícios da Equinácea Para Saúde:

Benefícios da Equinácea Para Saúde:

  • A planta é usada, de forma tópica para: picadas de aranha, eczema, inflamações, psoríase, picada de cobra, infecções de pele, cicatrização de feridas.
  • Esta planta é usada para tratamento de processos inflamatórios, internos ou externos, agudos ou crônicos (artrite reumatoide)
  • Já era usada pelos indígenas como analgésico como chá de ervas ou como macerado aplicado externamente na região machucada.
  • Muitas publicações afirmam que a planta estimula o sistema imunológico e, por isso é usada em gripes e resfriados, como preventivo e curativo.
  • Ela também é utilizada como solução para algumas infeções: herpes, gengivite, vias urinárias e vaginais.

Como Usar a equinácea?

Já existem comprimidos e cápsulas à base desta erva. Porém, quem prefere um remédio natural ao invés de um industrializado também pode se beneficiar com as propriedades benéficas da planta. Sendo assim, pode ser aproveitada em forma de compressa, quando for usada em uma região exterior.

Mas também como tisana, para melhorar males no interior do corpo. Suas folhas, flores e raízes podem ser encontradas em lojas de produtos naturais online ou físicas, e em feiras livres.

Como Fazer o Chá de Equinácea:

Este chá é uma ótima solução para tomar em casos de gripe e resfriados.

INGREDIENTES:

  • 1 colher de chá de raiz ou folhas de Equinácea;
  • 1 xícara de água fervente.

MODO DE PREPARO:

  • Coloque 1 colher de chá da raiz ou folhas da Equinácea em uma xícara de água fervente.
  • Deixe repousar por 15 minutos, coar e beber 2 vezes por dia.

beneficios da equinacea

Efeitos Colaterais da Equinácea:

Os inúmeros estudos realizados sobre a Equinácea referem que a sua utilização parece ser segura, não existindo referências sobre possíveis reações alérgicas e efeitos secundários.

No entanto, e como qualquer outro composto, o seu uso excessivo e sem indicação de um profissional de saúde, poderá conduzir a:

  • Náuseas;
  • Tonturas;
  • Reações alérgicas;
  • Diarreia;
  • Desorientação;
  • Boca seca;
  • Insonia;
  • Dores musculares;
  • Vômitos.

Além disso, é também importante referir que a erva reduz a velocidade de metabolização da cafeína, o que poderá acentuar os efeitos desta última, nomeadamente ansiedade, tremores e náuseas.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *