Doenças e Tratamentos

Doença celíaca – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

doença celiaca

A doença celíaca é uma reação imunológica do intestino relacionada à intolerância ao glúten. É uma doença autoimune, ou seja, as próprias células do organismo agem se agredindo. Alguns dos seus sintomas mais comuns incluem diarreias, vômitos, anemia e dores intestinais. Uma dieta com a exclusão do glúten pode resolver o problema.

doença celiaca o que e, causas, sintomas e tratamentos
doença celíaca o que é, causas, sintomas e tratamentos

Nessa doença, ocorre um quadro de inflamação no organismo, causada por uma reação exagerada do intestino que não tolera o glúten. Este mecanismo é o mesmo da rinite alérgica, que se caracteriza por uma inflamação da mucosa nasal por conta de partículas alérgenas do ar. A diferença é que, na doença celíaca, quem sofre é o intestino por conta do glúten.

Pesquisas realizadas em 1970 mostraram que 0,03% da população mundial era celíaca. Esses números cresceram consideravelmente chegando de 1% até 2% da população mundial. Especialistas afirmam que desconhecem os motivos desse crescimento alarmante, mas tem alguns palpites de que o mal processamento dos grãos e a maior sensibilidade dos métodos de diagnóstico podem ser algumas causas.

Ao tocar as paredes do intestino para ser absorvido, o glúten provoca, aos celíacos, uma reação exagerada, responsável por seus sintomas. Para podermos entender melhor como isso ocorre, é interessante sabermos como o intestino funciona e como ocorre a absorção de nutrientes. Continue lendo para saber mais!

Causas da doença celíaca:

Muito se tem falado sobre o Glúten, mas você sabe quais são as suas consequências? Muito além da sensibilidade, a doença causada pela intolerância ao glúten, a doença celíaca, atinge hoje de 1% a 2% da população Brasileira.

Ela é causada pela intolerância ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, aveia, cevada, centeio e seus derivados, como massas, pizzas, bolos, pães, biscoitos, cerveja, uísque, vodka e alguns doces (é verdade, o glúten está muito presente na alimentação da maioria das pessoas).

causas da doença celiaca
causas da doença celíaca

A doença celíaca é uma condição crônica, autoimune, que afeta o intestino delgado de pessoas geneticamente predispostos. Seu desenvolvimento na grande maioria dos casos se inicia na infância, com crianças de 1 e 3 anos, mas pode surgir em qualquer idade, inclusive em adultos.

Quem sofre com essa condição, quando exposto ao glúten, o organismo não consegue absorver os nutrientes dos alimentos, vitaminas, sais minerais e água da maneira ideal.

Sintomas da doença celíaca:

O quadro clínico da doença pode se manifestar com ou sem sintomas. E os sintomas e sinais podem variar de pessoa para pessoa, no entanto, fique atento aos mais comuns:

  • Diarreia crônica (que dura mais de 30 dias);
  • Prisão de ventre;
  • Anemia;
  • Falta de apetite;
  • Vômitos;
  • Emagrecimento / obesidade;
  • Atraso no crescimento;
  • Humor alterado: irritabilidade ou desânimo;
  • Distensão abdominal (barriga inchada);
  • Dor abdominal;
  • Flatulência
  • Aftas de repetição;
  • Lesões na pele;
  • Infertilidade;
  • Osteoporose / osteopenia.

Mas é importante lembrar que algumas pessoas com doença celíaca não apresentam sintomas ao serem diagnosticadas.

Tratamentos da doença celíaca:

A dieta sem glúten é o único tratamento possível para a doença celíaca.

Quando a proteína (glúten) é excluída da alimentação os sintomas desaparecem. No entanto, a maior dificuldade para os pacientes é conviver com as restrições impostas pelos novos hábitos alimentares. A doença celíaca não tem cura, por isso, a dieta deve ser seguida rigorosamente pelo resto da vida.

O paciente celíaco que continuar ingerindo alimentos com glúten apresenta maior risco de desenvolver outras doenças, como doenças de tireoide, fígado, rins e pele. É importante que os celíacos fiquem atentos também à possibilidade de desenvolver câncer de intestino e a ter problemas de infertilidade.

Diagnósticos:

O diagnóstico da doença pode ser difícil e demorado, pois os sintomas são muito variados e constantemente associados com outras doenças.

A demora no diagnóstico leva a deficiências no desenvolvimento da criança. Em alguns casos se manifesta somente na idade adulta, dependendo do grau de intolerância ao glúten, afetando homens e mulheres.

Mas os principais exames para diagnóstico da doença celíaca são:

Exames de sangue com dosagem de anticorpos específicos para a doença (ex: Antiendomísio e Antitransglutaminase);

Biópsia do intestino delgado realizada durante exame de endoscopia digestiva. Além disso, neste exame observa-se atrofia da mucosa do intestino e aumento no número de células inflamatórias (linfócitos) no intestino do paciente.

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

9 comentários

  • […] Aedes aegypti. Caracteriza-se por febre alta e icterícia (amarelão no corpo), razão pela qual a doença é chamada dessa maneira. É considerada uma zoonose, visto que afeta seres humanos e alguns […]

  • […] Doença celíaca; […]

  • […] delgado que podem causar intolerância à lactose incluem crescimento excessivo bacteriano, doença celíaca e doença de […]

  • […] Doença celíaca; […]

  • […] causas de deficiência de cobre são a doença celíaca, cirurgias que afetam o trato digestivo e consomem muito zinco, pois o zinco compete com o cobre […]

  • […] As formas alternativas de colite incluem infecções crônicas (esquistossomose, giardíase e TB), isquemia mesentérica ou colite por radiação. Outros diferenciais a considerar incluem malignidade, IBS ou doença celíaca. […]

  • […] Cirrose é uma doença do fígado. Caracteriza-se por uma substituição progressiva dos tecidos saudáveis do […]

  • […] de doença inflamatória […]

  • […] pelo vírus, uma pessoa pode demorar de um a quatro dias para começar a apresentar os sintomas da doença. Da mesma forma, pode demorar de um a sete dias para ser capaz de transmiti-lo a outras […]

Deixe um comentário