Dermatite de Contanto – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Dermatite de Contanto – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
5 (100%) 3 vote[s]

Dermatite de Contato – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que você precisar saber. Além do que, a Dermatite de Contato é uma reação inflamatória que ocorre na pele devido à exposição a um componente que causa irritação ou alergia. Erupção cutânea, coceira, vermelhidão e descamação são sintomas comuns, mas não é contagiosa ou oferece risco de vida. Pode aparecer logo na primeira vez em que entramos em contato com o componente; ou após algum tempo de contato.

dermatite de contato

O fato de ser agudo ou crônico se dá pelo tempo de duração da doença: mais de seis semanas é agudo e menos de seis semanas, crônico. Se um primeiro contato já der lesão é a Dermatite de Contato por irritante primário; quando precisa de mais de uma exposição, é chamado Dermatite de Contato alérgica.

Causas da Dermatite:

Algumas substâncias podem ser tanto alérgenas quanto irritantes. As causas mais comuns da Dermatite de Contato são:

  • Níquel, um metal muito utilizado em brincos e outras bijuterias, relógios, zíperes e fechos de roupas, bobes de cabelo e moedas
  • Hera venenosa, que contêm um óleo fortemente alergênico (urushiol)
  • Castanha de caju, que contêm uma substância quimicamente semelhante ao urushiol
  • encontrado em hera venenosa
  • Antibióticos, anti-histamínicos ou antissépticos aplicados na pele
  • Fragrâncias ou aromas
  • Detergentes fortes ou sabonetes
  • Produtos para limpeza de pele
  • Maquiagem e outros cosméticos
  • Desodorante
  • Roupas ou sapatos
  • Produtos de limpeza doméstica
  • O formaldeído e outros produtos químicos
  • Látex Joias.

A Dermatite de Contato ocupacional pode ocorrer quando você está exposto a alérgenos ou irritantes no trabalho. A exposição frequente a produtos químicos, óleos, combustíveis, corantes, agentes de limpeza, cimento molhado, solventes industriais ou poeira (por exemplo, pó de cimento, serragem ou pó de papel) pode levar a Dermatite de Contato ocupacional.

Sintomas da Dermatite de Contato:

Os sintomas são variáveis e dependem da causa: ardor ou queimação até intensa coceira (prurido). As reações alérgicas podem ocorrer repentinamente ou meses após a exposição a uma substância, o que pode dificultar na descoberta do agente causador da alergia ou irritação. A Dermatite alérgica, muitas vezes, provoca uma erupção vermelha no(s) local(is) no qual a substância entrou em contato. A reação alérgica surge de 24 a 48 horas após a exposição.

A lesão pode ser vermelha, inchar e apresentar pequenas bolhas; ser quente; ou formar crostas espessas. Na Dermatite irritante, os sintomas são mais discretos, com pouca coceira e sensação de dor e queimação.

Dermatite de contato tratamentos Ela torna a pele seca, vermelha e áspera, sendo que fissuras podem se formar no local. As mãos são um local comum da doença de contato. Vários agentes podem ser os causadores, como produtos de limpeza, cosméticos (cremes e loções hidratantes). As mãos, aliás, são frequentemente afetadas em atividades profissionais, como cabeleireiros, auxiliares de limpeza e pedreiros.

Como Prevenir a Dermatite de Contato:

Para prevenir a doença de contato, deve evitar-se o contato com a substâncias que a causam (substância causadora). Se houver contato, a substância deve ser eliminada da pele, imediatamente, com água e sabão. A utilização de luvas e roupa protetora pode ser útil se as pessoas se encontrarem em risco de exposição contínua.

Existem, também, cremes que podem bloquear determinada substância, como o veneno da hera venenosa e resinas epóxi, para evitar o seu contato com a pele. A dessensibilização com injeções ou comprimidos que contêm a substância causadora não é eficaz para prevenir a Dermatite de Contato.

Tratamento da Dermatite de Contato:

  • Retirada da substância que está causando o problema
  • Medidas para aliviar a coceira
  • Corticosteroides e às vezes anti-histamínicos

O tratamento de Dermatite de Contato não é eficaz enquanto houver contato com a substância causadora do problema. Assim que eliminada a substância, a vermelhidão costuma desaparecer, após uma semana. As bolhas podem continuar a exsudar e a formar crostas, mas secam rapidamente. A descamação, a coceira e o espessamento temporário da pele podem durar dias ou semanas.

A coceira e as bolhas podem ser aliviadas com uma série de medicamentos aplicados na pele ou administrados por via oral ( Coceira : Tratamento de coceira). Além disso, pequenas áreas de Dermatite podem ser acalmadas através da aplicação de gaze, ou pano fino, embebida em água fria ou acetato de alumínio (solução de Burow), várias vezes ao dia, durante uma hora. As zonas maiores podem ser tratadas com banhos rápidos de água fresca, com ou sem aveia coloidal.

Muitas vezes, um corticosteroide é aplicado na pele afetada. A hidrocortisona de venda livre pode ajudar. Se não ajudar, o médico prescreve um creme com corticosteroide. Se a erupção cutânea for particularmente grave, um corticosteroide pode ser administrado por via oral. Se a coceira for grave, pode-se tentar a administração de hidroxizina ou difenidramina (ambas são anti-histamínicos) por via oral.

Diagnostico da Dermatite de Contato:

Consulte o médico se:

  • A alergia está desconfortável ao ponto de você perder o sono ou atrapalhar sua rotina
  • Está sentindo dor na área afetada
  • Você suspeita de estar sofrendo uma infecção
  • Você já tentou medidas de autocuidado e não obteve sucesso
  • Você suspeita de Dermatite ocupacional.
  • Como saber se é Dermatite de Contato?
  • A Dermatite de Contato é uma reação inflamatória da pele ao entrar em contato com alguma
  • substância capaz de gerar uma reação alérgica ou uma irritação.

As áreas mais comuns nas quais a Dermatite de Contato ocorre são as mãos, os braços, o rosto e as pernas.

Durante uma inflamação causada pela Dermatite de Contato, a superfície da pele pode se tornar vermelha e escamosa. Quando a Dermatite de Contato é menos ativa, a pele pode ficar grosseira e seca, formando pequenas rachaduras.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *