Síndrome de Bloom – O que é, Causas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Síndrome de Bloom – O que é, Causas e Tratamentos
4.4 (88%) 5 vote[s]

Síndrome de Bloom – O que é, Causas e Tratamentos que é importante conhecermos. Além disso, a Síndrome de Bloom é uma doença genética rara que se caracteriza pela falha no número de cromossomos, causada por uma mutação dos genes.

Os indivíduos com a Síndrome de Bloom possuem fotossensibilidade e deficiências no seu sistema imunológico, que aumenta a probabilidade de desenvolver doenças como o câncer e pneumonias. Os seus sintomas se manifestam nos primeiros meses de vida.

Causas da Síndrome de Bloom:

A principal causa da Síndrome de Bloom é uma desordem no gene BLM, que intervém na criação de uma proteína pertencente a helicases, um tipo de enzima vital em seres vivos que é responsável por certos processos, como a duplicação e reprodução celular, transcrição, recombinação e reparo do DNA. Em suma, sua principal função está relacionada ao fato de que as enzimas podem copiar a sequência de DNA.

A desordem interfere com este processo, produzindo uma falha na síntese da proteína BLM, o que leva à replicação, ou seja, a duplicação do DNA não é realizada normalmente, produzindo mutações. Para que ele seja transmitido geneticamente, ambos os pais devem ter o gene defeituoso.

A Síndrome de Bloom é herdada quando a criança recebe os dois genes mutados, ou seja, um gene mutado do pai e outro da mãe.

Sintomas da Síndrome de Bloom:

Pessoas afetadas com a Síndrome de Bloom apresentam tipicamente as seguintes características físicas:

  • Alterações de cor no rosto;
  • Tendência para o câncer e leucemia;
  • Suscetibilidade aumentada para infecções e para doenças respiratórias;
  • Voz aguda e esganiçada;
  • Problemas de crescimento;
  • Hipersensibilidade;
  • Retardo Mental;
  • Deficiência no sistema imunológico;
  • Rosto alongado, nariz e orelhas salientes;
  • Infertilidade;
  • Infecções freqüentes.

Diagnostico da Síndrome de Bloom:

A presença desta desordem genética é confirmada de duas maneiras, quer procurando uma configuração de intercâmbio de cromátides de quatro braços, também conhecida como quadriradial, ou uma troca de cromátides de irmã muito aumentada nas células.

A análise genética molecular do gene BLM também revela a presença deste transtorno genético em um indivíduo.

Tratamento da Síndrome de Bloom:

Não existe tratamento específico para Síndrome de Bloom. Os sintomas são amenizados através de hormônios de crescimento e métodos de nutrição.

O tratamento em caso de câncer deve ser cauteloso, devido aos indivíduos serem hipersensíveis a radioterapia e quimioterapia.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *