Remédios Caseiros Para Candidíase que Realmente Funcionam

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Cura Natural

Remédios Caseiros Para Candidíase que Realmente Funcionam
4.7 (93.91%) 23 vote[s]

Remédios Caseiros Para Candidíase que Realmente Funcionam que muitos ignoram. Além disso, um remédio caseiro muito eficaz, barato e sem efeitos colaterais para curar a Candidíase.

É o iogurte natural, que também pode ser usado como remédio caseiro para Candidíase na gravidez pois não prejudica o bebê.

Outras opções incluem tomar o chá de uva-ursina, e usar as cápsulas de Lactobacillus Haemophilus, que podem ser introduzidas dentro da vagina ou tomadas, como se fosse um comprimido.

Para tomar esses Remédios Caseiros basta ingerir 1 cápsula por dia, durante 1 mês, sendo um ótimo remédio caseiro para Candidíase na boca.

Mas também pode introduzir 1 cápsula na vagina à noite, antes de dormir, durante 14 dias. Este remédio natural ajuda a repor a flora vagina, controlando o aparecimento da cândida.

Remédio Caseiro Para Candidíase Feminina:

Um ótimo remédio caseiro para o problema na mulher é introduzir o iogurte natural na vagina. O iogurte irá diminuir a acidez da vagina,

travando o crescimento dos fungos que preferem um ambiente mais ácido para se desenvolver. Esse remédio caseiro também pode ser utilizado por homens, mas pode ser desconfortável permanecer com a cueca molhada durante o dia.

Ingredientes:

  • 1 embalagem de 125 g de iogurte natural;
  • 1 seringa sem agulha ou 1 absorvente interno;

Modo de Preparo:

  • Introduza o iogurte no interior da vagina, com o auxílio de uma seringa (sem agulha), 2 vezes por dia, durante 3 dias;
  • Use um absorvente para evitar que a calcinha fique molhada;
  • Uma outra forma prática de utilizar o iogurte como remédio para o problema é mergulhar um absorvente interno no potinho de iogurte natural, em temperatura ambiente, e introduzi-lo na vagina, deixando-o atuar por, pelo menos, 3 horas;
  • Retire o iogurte da geladeira com alguma antecedência, para que a temperatura fria não cause incômodo;

 

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

2 Pings & Trackbacks

  1. Pingback:

  2. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *