Benefícios de Legumes e Vegetais

Aspargo faz bem para o coração e pele: veja os 30 benefícios do vegetal

aspargo trata doenças respiratórias

O aspargo é cientificamente conhecido como Asparagus officinalis, e pertence à família dos lírios e são valorizados pelas suas propriedades terapêuticas.

É derivado de uma palavra grega que significa “broto” e cerca de 300 espécies diferentes deste broto existem em todo o mundo.

quais os benefícios do aspargo?

O aspargo está disponível em cores brancas, verdes e roxas. Aspargo branco é cultivado longe da luz solar e, portanto, é deficiente do pigmento verde, clorofila. Aspargo roxo é carregado com fitoquímicos e antocianinas que fornecem a cor única ao vegetal. Promove a saúde digestiva;

Propriedades nutricionais:

Com 20 calorias a cada porção de 100 g e nutrientes como potássio, carboidratos, fibras, proteínas, vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina B5, vitamina B6, vitamina B9, vitamina C, vitamina E, Vitamina K, Cálcio, ferro e magnésio em sua composição, os aspargos já dá uma ideia de que se trata de um alimento saudável.

Quais os benefícios do aspargo?

1. Fonte de fibras:

Ele é fonte de fibras, um nutriente que promove a sensação de saciedade ao organismo. Isso faz com que ele ajude a controlar o apetite e consumir uma quantidade controlada e mais baixa de calorias seja mais fácil.

2. Diurético natural:

A Vitamina K encontrada neste vegetal age como um diurético natural, promovendo a eliminação do excesso de líquido no corpo. Isso combate a retenção de líquido assim como a sensação de inchaço causada pela condição.

3. Rico em vitamina do complexo B:

Acredita-se ainda que algumas vitaminas do complexo B, presentes, trabalhem juntas para regular os níveis de açúcar no sangue. Isso é importante porque a manutenção de taxas estáveis de glicose ajuda a evitar a elevação do apetite.

4 . Prevenir problemas urinários:

Este vegetal contem um aminoácido chamado asparagina, que age como um diurético natural. Uma dieta rica em aspargos pode prevenir infecções urinárias, pois ajuda a eliminar, na urina, as toxinas e o excesso de sal do organismo.

5. Rico em antioxidantes:

Aspargo roxo é rico em antocianina, o antioxidante responsável pela coloração roxa, que ajuda a combater os radicais livres, moléculas tóxicas que danificam o organismo.

6. Podem curar ressaca:

Uma porção pequena de aspargos no café da manhã pode curar a ressaca, pois os aminoácidos do vegetal agem no fígado e protege as células, combatendo todas as toxinas do álcool.

7. Eliminar o inchaço intestinal:

Graças às suas fibras solúveis, ele age fortemente no sistema digestivo e é rico em probióticos, que ajudam a fortalecer as bactérias saudáveis do trato intestinal. Portanto, é ideal para quem sofre de inchaço e ainda ajuda a acabar com gases. Por ser diurético, também acaba com o inchaço relacionado à retenção de líquido.

8. Bom para o coração:

O folato, uma vitamina do complexo B, é essencial para um sistema cardiovascular saudável e é encontrado em abundância em aspargos. Em primeiro lugar, é envolvida em um evento bioquímico chamado o ciclo de metilação, o que permite a transcrição adequada de ADN, a transformação de norepinefrina a adrenalina e a transformação da serotonina para a melatonina.

Em segundo lugar, o folato regula o aminoácido homocisteína, que em níveis elevados pode ser um fator de risco forte na doença cardíaca. E, finalmente, vitaminas do complexo B, como a colina, biotina e ácido pantotênico produz os nossos níveis de açúcar no sangue de forma eficaz, metabolizando os açúcares e amidos.

9. Previne defeitos congênitos:

folato também é essencial para a divisão celular adequada. Porções saudáveis pode impedir uma deficiência de folato, que tem sido associada a defeitos de nascimento como a espinha bífida (um defeito congênito em que a medula espinhal é exposta através de uma abertura na coluna vertebral).

10. Ajuda a combater o reumatismo:

O aminoácido asparagina, encontrado em aspargos, é um diurético eficaz e tem sido historicamente usado para tratar inchaço, artrite, reumatismo, e retenção de água causada pela TPM.

11. Digestão:

A inulina, um tipo de carboidrato, incentiva o crescimento de bifidobactérias e lactobacilos, duas bactérias que aumentam a absorção de nutrientes, e diminui o risco de alergia e câncer de cólon, e ajudar a evitar bactérias hostis de tomar posse em nosso trato intestinal. Além disso, um copo de aspargos contém mais de 11% da RDA de fibra dietética e de quase 10% da RDA de proteína.

A fibra saudável e o teor de proteína de aspargos estabiliza a nossa digestão, inibe excessos, mantém uma baixa quantidade de açúcar no sangue e previne a constipação. E, finalmente, uma xícara de aspargos também contém apenas 43 calorias.

12. Ricos em vitamina K:

Aspargos é uma excelente fonte de Vitamina K (proporcionando 114% da RDA em um copo), o qual é necessário para a síntese da osteocalcina, uma proteína que fortalece a composição dos ossos. Além disso, a Vitamina K impede acúmulo de Cálcio no nosso tecido que pode levar a aterosclerose, doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral.

13. Previne doenças do coração:

Suas vitaminas do complexo B ajudam a regular o aminoácido homocisteína, que quando é encontrado em altas doses, torna-se um fator de risco para o desenvolvimento de doenças no coração, conforme informou a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Os elevados níveis de antioxidantes, suas propriedades anti-inflamatórias e suas altas taxas de fibras também trazem benefícios do aspargo para auxiliar a prevenir as doenças do coração.

14. Ajudar no controle do diabetes:

Para as pessoas que não sofrem com diabetes ou baixas taxas de açúcar no sangue e possuem índices saudáveis de glicose no sangue, o consumo pode contribuir com o controle desses níveis, graças à presença da vitamina B6 em sua composição.

15. Prevenir o risco de diabetes tipo 2:

O risco de desenvolver a doença aumenta com a inflamação, algo que pode ser combatido pelo aspargo, que possui justamente propriedades anti-inflamatórias. Também ajuda a reduzir as chances de ter diabetes do tipo 2.

16. Propriedades antienvelhecimento:

O antioxidante glutationa, encontrada nos aspargos, é conhecido por desacelerar o processo de envelhecimento. Ao lado da  a vitamina B9, também chamada de folato ou ácido fólico, e que também está presente no vegetal, previne o declínio cognitivo.

o aspargo pode prevenir o risco de diabetes tipo 2

17. Pele:

Mais um dos benefícios está relacionado à saúde da pele. Tudo por conta novamente do antioxidante glutationa: o componente colabora com a proteção da pele dos danos causados pelo sol e da poluição.

18. Boa gestação:

O folato encontrado no alimento é fundamental para as mulheres grávidas. Isso porque a deficiência de folato logo nas primeiras etapas da gestação pode resultar em anomalias no tubo neural do recém-nascido.

O tubo neural é constituído por estruturas que dão origem ao eixo central do sistema nervoso, na cabeça e na coluna vertebral do feto. Seu desenvolvimento adequado é fundamental para que o sistema nervoso seja formado por completo.

19. Combate a azia:

Há benefícios do aspargo para estabilizar a digestão graças a seu teor de fibras e proteínas. Os nutrientes auxiliam a movimentação do alimento dentro do intestino e a aliviar o desconforto que pode surgir durante a digestão.

20. Fonte em antioxidantes:

Rico em antioxidantes, substâncias que fazem muito bem ao organismo por combaterem os radicais livres causadores de doenças degenerativas e que promovem o envelhecimento.

Entretanto, para garantir que os antioxidantes, assim como suas vitaminas, não sejam perdidos, é necessário não cozinhar demais na hora de prepará-los.

21. Ajuda no fortalecimento do sistema imunológico:

O vegetal também é fonte de vitamina E, que além de proteger o corpo contra os radicais livres, fortalece o sistema imunológico. Existe a orientação de consumir os aspargos com azeite de oliva porque o corpo absorve melhor a vitamina E quando ela vem acompanhada de um pouco de gordura.

22. Como afrodisíaco:

Como vimos acima, o alimento possui propriedades afrodisíacas. Seu folato e sua vitamina B6 estimulam a excitação. Além disso, a vitamina E presente no aspargo estimula os hormônios sexuais de homens e mulheres.

23. Para as gestantes:

O alto teor de Ácido Fólico no aspargo ajuda a reduzir o perigo da criança nascer com baixo peso, e também previne defeitos congênitos durante a gravidez. Esse Ácido é essencial para o crescimento do feto.

24. Aparelho digestivo:

O aspargo contêm quantidades significativas de inulina, um nutriente que é um tipo de carboidrato digerido apenas no intestino grosso, onde é alimentado por uma espécie de bactéria boa. A inulina do aspargo ajuda na absorção melhorada de nutrientes e o risco reduzido de câncer de estômago e alergias.

25. Como laxante:

O Aspargo também é um bom fornecedor de Fibra dietética que ajuda no bom funcionamento do intestino, devido as suas propriedades laxantes.

26. Contra doenças reumáticas:

A artrite reumatoide é uma condição crônica que causa inflamação das articulações. Estudos demonstraram que o consumo de alimentos ricos em folatos, como o aspargo, e que também possui propriedades anti-inflamatórias, ajuda a aliviar as dores causadas pela artrite.

27. Ricos em rutina:

O aspargo também é uma rica fonte de rutina, um flavonoide que possui propriedades anti-inflamatórias e que é usado para tratar hemorroidas e prevenir a coagulação do sangue. Ele aumenta a permeabilidade dos capilares, fortalece os vasos sanguíneos e os protege da fragilidade.

aspargo trata doenças respiratórias

28. Trata doenças respiratórias:

O aspargo também é conhecido por sua efetividade na cura de bronquite e tuberculose. As propriedades melhoram o funcionamento dos tecidos pulmonares e ajuda no tratamento de infecções da garganta também.

29. Contra doenças neurodegenerativas:

Estudos forneceram evidências de que este vegetal é eficaz no tratamento de doenças neurodegenerativas como doenças de Alzheimer, Parkinson e Huntington. Estes efeitos benéficos do aspargo são atribuídos à presença de fitoestrógenos que possuem certos efeitos neuroprotetores.

30. Tratar a depressão:

Uma pesquisa científica mostrou a eficácia  como anti-ansiedade e antidepressivo. Isso ajuda a melhorar a memória, aumenta a produção e a secreção de estrogênio, e tem um efeito revitalizante e calmante no sistema nervoso.

Sair da versão mobile