Presbiopia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Cura Natural

Presbiopia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento
5 (100%) 4 vote[s]

Presbiopia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento nesse artigo, você vai tirar todas suas dúvidas sobre essa doença. Além disso, a presbiopia é um dos problemas de visão mais comuns atualmente, afetando pessoas a partir dos 40 anos de idade e provocando a terrível síndrome dos braços curtos.

A presbiopia, basicamente, é provocada por um processo natural do envelhecimento, no qual o cristalino a lente do olho e os músculos que o controlam se degeneram, perdendo gradualmente a sua flexibilidade.

Como é necessário que o cristalino mude sua forma para alterar o foco e permitir que a visão fique nítida a diferentes distâncias, a presbiopia faz com que os objetos próximos dos olhos fiquem embaçados.

O que é Presbiopia?

Presbiopia é a piora de visão normal que ocorre com o avançar da idade, quando os olhos lentamente perdem a capacidade de focalizar objetos muito próximos. Também chamada de vista cansada, em geral começa aos 40 anos de idade e acabará acometendo todas as pessoas até os 50 anos em algum grau.

Causas da Presbiopia:

A presbiopia ocorre em um processo natural de envelhecimento do corpo. O cristalino é uma estrutura semelhante a uma lente, que muda sua forma para melhorar a focalização das imagens, principalmente ao enxergar algo próximo.

Para isso, ele é movido pelos músculos ciliares. Mas com o tempo esses músculos passam a não funcionar tão bem e o cristalino não se adaptada mais da melhor forma à focalização da imagem. Como resultado, a visão de perto acaba sendo prejudicada.

Sintomas da Presbiopia:

Os sinais e sintomas da presbiopia começam por fazer sentir-se na fadiga ocular (por vezes, conhecida como “vista cansada”, embora esta expressão esteja associada ao envelhecimento natural.

A dificuldade em ver com pouca luz (baixa luminosidade), dificuldade em focar pequenos objetos ou letras pequenas são outros sinais e sintomas, geralmente, notados pela primeira vez entre os 40 e os 50 anos de idade, contudo podem acontecer numa idade mais precoce.

A capacidade de focar objetos próximos diminui ao longo da vida. Habitualmente, a dificuldade em ler letras pequenas, especialmente em condições de baixa luminosidade, são um dos primeiros sintomas da Presbiopia.

Nestes casos, o cansaço visual durante a leitura por longos períodos é frequente. Manchas na visão de perto e visão turva momentaneamente quando existe transição entre as visões de perto e de longe, também são sintomas frequentes.

Tratamento da Presbiopia:

O tratamento da presbiopia tem como função corrigir o erro refrativo de perto. A correção pode ser efetuada com óculos ou lentes de contacto. Também é possível efetuar tratamento cirúrgico para correção.

Algumas lentes bifocais ou óculos progressivos mais recentes visam corrigir simultaneamente tanto a visão de perto como a de longe com a mesma lente. Alguns doentes optam por lentes bifocais ou progressivas para excluir a necessidade do uso de óculos de leitura em separado, sendo este facto uma vantagem para quem tem de utilizar óculos.

As lentes de contacto também podem ser utilizadas para corrigir a perda de focagem que aparece com a presbiopia. Existe uma enorme gama de lentes para a correção, que chegam às 4,0 dioptrias.

Algumas pessoas escolhem as lentes de contacto para corrigir um olho para perto e um olho para longe através de um método designado de mono visão, que pode, todavia interferir com a percepção de profundidade.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Byanca Stefany

Sou graduada em Ciências Farmaceuticas pela Universidade Federal do Piaui (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clinicas, e tambèm atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dicas de Saúde".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *