Pólipos Intestinais – O que é, Causas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Pólipos Intestinais – O que é, Causas e Tratamentos
4.8 (95.71%) 14 vote[s]

Pólipos Intestinais – O que é, Causas e Tratamentos que não devem ser ignorados. Além disso, os Pólipos Intestinais podem ser causados por fatores como uma alimentação rica em gordura ao longo de vários anos, obesidade, consumo excessivo de tabaco ou álcool, ou pode ser um problema hereditário, que surge nas síndromes de Lynch ou de Gardner, por exemplo e, é mais frequente aparecerem a partir dos 50 anos.

Para tratar os Pólipos Intestinais é necessário ir no proctologista e fazer uma colonoscopia, que é um exame que permite ver o intestino e remover os Pólipos Intestinais imediatamente. Então, confira sobre Pólipos Intestinais – O que é, Causas e Tratamentos:

O que é Pólipos Intestinais?

As Pólipos Intestinais é uma alteração causada pelo crescimento anormal da mucosa do intestino grosso (cólon e reto). É uma das condições mais comuns que afeta o intestino, ocorrendo em 15 a 20% da população. Alguns são baixos e planos, outros são altos e se assemelham a um cogumelo, podendo aparecer em qualquer parte do intestino grosso. Inicialmente são diminutos e benignos (adenoma), podendo crescer até sofrerem transformação maligna (adenocarcinoma). Por este motivo é tão importante a remoção dos pólipos, com a finalidade de prevenir o câncer.

Causas de Polipos Intestinais:

Qualquer pessoa pode desenvolver Pólipos Intestinais, no entanto, algumas das causas, incluem:

  • Excesso de peso ou obesidade;
  • Fumantes ou alcoólatras;
  • Diabetes tipo 2 não controlada;
  • Alimentação rica em gordura e enlatados;
  • Alimentação pobre em cálcio, vegetais e frutas;
  • Doenças como Colite, Síndrome de Lynch, Polipose adenomatosa familiar, Síndrome de
  • Gardner ou Síndrome de Peutz-Jeghers;
  • ​História pessoal ou familiar de pólipos do cólon ou câncer do intestino.
  • Além destas causas, o surgimento de polipos é comum a partir dos 50 anos, mesmo que não exista outro fator de risco.

Sintomas Pólipos Intestinais:

Na grande maioria das vezes, os Pólipos Intestinais são pequenos e acabam não produzindo nenhuma espécie de sintoma. Geralmente, os Pólipos Intestinais são detectados quando da realização de algum exame com outra finalidade.

Tratamento Pólipos Intestinais:

A maneira mais eficaz de tratar a condição é através da remoção dos Pólipos Intestinais por meio da colonoscopia. Imediatamente após a identificação dos pólipos, os mesmos devem ser removidos, de forma a evitar possíveis alterações e o desenvolvimento de um câncer de cólon.

A remoção dos Pólipos Intestinais é chamada de polipectomia e é uma prática segura e eficaz. Ela não costuma doer nem provocar sangramentos. Muito raramente, o pólipo pode ser grande demais para a remoção com o colonoscópio. Nesses casos, normalmente é preciso uma cirurgia para a devida remoção.

Após a remoção dos Pólipos Intestinais não é indicado tomar, nem uns dias antes, nem uns dias depois, medicamentos anti-inflamatórios ou medicamentos anticoagulantes, para evitar hemorragias. De uma forma geral, quando os Pólipos Intestinais são precocemente detectados, eles podem ser retirados sem apresentar riscos à saúde do paciente.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *