Os 8 Benefícios de Jicama Para Saúde!

Os 8 Benefícios de Jicama Para Saúde!

Revisado por

Os 8 Benefícios de Jicama Para Saúde que todos devem conhecer. Além disso, o jicama é um vegetal de raiz em forma de globo com pele dourada e marrom e um interior branco rico em amido. É a raiz de uma planta que produz grãos semelhantes aos feijões-de-lima. No entanto, os feijões da planta jicama são tóxicos.

Jicama

Originalmente cultivada no México, a jicama acabou se espalhando para as Filipinas e a Ásia. Requer uma estação de crescimento longa sem geada, por isso, ela prospera em locais que são quentes o ano todo.

Sua carne é suculenta e crocante, com um sabor levemente adocicado e doce. Alguns acham que tem gosto de um cruzamento entre uma batata e uma pêra. Outros comparam a uma castanha de água.

Outros nomes para jicama incluem feijão inhame, batata mexicana, castanha de água mexicana e nabo chinês. Agora, veja Os 8 Benefícios de Jcama Para Saúde:

1. Rica em Nutrientes:

Jicama tem um perfil de nutrientes impressionante. A maioria de suas calorias vem de carboidratos. O resto é de quantidades muito pequenas de proteína e gordura. Jicama contém muitas vitaminas e minerais importantes, bem como uma quantidade significativa de fibras.

De fato, um copo (130 gramas) contém os seguintes nutrientes:

  • Calorias: 49
  • Carboidratos: 12 gramas
  • Proteína: 1 grama
  • Gordura: 0,1 grama
  • Fibra: 6,4 gramas
  • Vitamina C: 44% do valor diário recomendado
  • Folato: 4% do valor diário recomendado
  • Ferro: 4% do valor diário recomendado
  • Magnésio: 4% do valor diário recomendado
  • Potássio: 6% do valor diário recomendado
  • Manganês: 4% do valor diário recomendado

A jicama também contém pequenas quantidades de Vitamina E, Tiamina, Riboflavina, Vitamina B6, Ácido pantotênico, Cálcio, Fósforo, Zinco e Cobre.

Esta raiz vegetal é baixa em calorias e rica em fibras e água, tornando-se um alimento de perda de peso amigável. Apenas um copo (130 gramas) contém 17% do valor diário de fibras para homens e 23% para mulheres.

A jicama também é uma excelente fonte de Vitamina C, uma vitamina essencial solúvel em água que atua como um antioxidante em seu corpo e é necessária para muitas reações enzimáticas.

2. Alta em Antioxidantes:

Jicama

O jicama contém vários antioxidantes, que são compostos de plantas benéficas que ajudam a prevenir danos às células.

Um copo (130 gramas) de jicama contém quase metade da recomendação diária de Vitamina C. Ele também contém os antioxidantes Vitamina E, Selênio e Betacaroteno.

Antioxidantes ajudam na proteção contra danos celulares, combatendo os radicais livres, as moléculas nocivas que causam o estresse oxidativo.

O estresse oxidativo tem sido associado a doenças crônicas, incluindo câncer, diabetes, doenças cardiovasculares e declínio cognitivo.

Felizmente, dietas ricas em alimentos ricos em antioxidantes como o jicama podem ajudar a combater o estresse oxidativo e podem diminuir o risco de desenvolver doenças crônicas.

De fato, estudos associaram antioxidantes em frutas e vegetais a um menor risco de doenças cardíacas, diabetes, Obesidade e Alzheimer.

3. Pode Aumentar a Saúde do Coração:

Jicama tem vários nutrientes que fazem dela uma excelente escolha para melhorar a saúde do coração.

Contém uma quantidade significativa de fibra alimentar, o que pode baixar os níveis de colesterol impedindo que a bile seja reabsorvida nos intestinos, além de impedir que o fígado produza mais colesterol.

Uma revisão de 23 estudos mostrou que o aumento do consumo de fibras diminuiu significativamente o colesterol total e o colesterol “ruim”.

A jicama também contém Potássio, o que ajuda baixar a pressão arterial, relaxando os vasos sanguíneos.

Por exemplo, um estudo mostrou que o Potássio diminuía a pressão arterial e protegia contra doenças cardíacas e Derrames.

Além disso, o jicama pode melhorar a circulação porque contém ferro e cobre, ambos necessários para os glóbulos vermelhos saudáveis. Uma xícara contém 0,78 mg de ferro e 0,62 mg de cobre.

O jicama também é uma fonte natural de nitrato. Estudos relacionaram o consumo de nitrato dos vegetais ao aumento da circulação e melhor desempenho no exercício. Além disso, um estudo em adultos saudáveis ​​mostrou que consumir 500 ml de suco de jicama reduziu o risco de desenvolver coágulos sanguíneos.

4. Promove a Digestão:

Jicama

Fibra dietética ajuda a aumentar o volume de fezes. Isso ajuda na movimentação mais suavemente através do trato digestivo. Uma xícara (130 gramas) de jicama contém 6,4 gramas de fibra, o que pode ajudá-lo a atingir suas metas diárias.

Além disso, o jicama contém um tipo de fibra chamada inulina. Estudos mostram que a inulina pode aumentar a frequência de evacuações em até 31% naqueles com constipação.

A jicama também é rico em água, o que pode aliviar a Constipação. Alimentos com alto teor de água, como jicama, podem ajudá-lo no atendimento às suas necessidades diárias de líquidos.

5. Bom Para Suas Bactérias Intestinais:

Jicama é rico em inulina, que é uma fibra prebiótica. Um prebiótico é uma substância que pode ser usada pelas bactérias em seu corpo, resultando em benefícios para a saúde.

Enquanto o seu sistema digestivo é incapaz de digerir ou absorver prebióticos, como a inulina, as bactérias no seu intestino podem fermentá-las.

Uma dieta rica em prebióticos aumenta a população de bactérias “boas” em seu intestino e diminui o número de bactérias não saudáveis.

Estudos mostraram que os tipos de bactérias no intestino podem afetar seu peso, sistema imunológico e até mesmo o humor.

Comer alimentos pré-bióticos promove o crescimento dos tipos de bactérias que podem diminuir o risco de doenças crônicas, como doenças cardíacas, diabetes, Obesidade e doenças renais.

5. Pode Reduzir o Risco de Câncer:

O jicama contém as vitaminas antioxidantes C e E, Selênio e betacaroteno. Antioxidantes neutralizam os radicais livres que podem levar a danos celulares e câncer. Além disso, jicama é uma boa fonte de fibra dietética. Um copo (130 gramas) contém mais de 6 gramas de fibra.

A fibra dietética é bem conhecida por seus efeitos protetores contra o Câncer de Cólon. Um estudo mostrou que as pessoas que comiam mais de 27 gramas de fibra dietética por dia tinham um risco 50% menor de desenvolver Câncer de Cólon, em comparação àquelas que comiam menos de 11 gramas. Além disso, o jicama contém uma fibra prebiótica chamada inulina.

Os prebióticos podem reduzir o risco de câncer, aumentando o número de bactérias saudáveis ​​no intestino, aumentando a produção de ácidos graxos de cadeia curta protetores e estimulando a resposta imune.

De fato, estudos em ratos mostraram que o consumo de fibra de inulina pode proteger contra o Câncer de Cólon.

Além de ser um tipo benéfico de fibra, a inulina tem demonstrado agir como um antioxidante que protege o revestimento intestinal.

7. Ajuda a Perder de Peso:

O jicama é um alimento denso em nutrientes. Contém um alto número de nutrientes para um número relativamente baixo de calorias. Ela é rica em água e fibras, o que ajuda a encher você.

Além disso, a fibra em jicama pode manter o açúcar no sangue estável. A fibra retarda a digestão, o que ajuda evitar que os níveis de açúcar no sangue subam muito rapidamente depois de comer.

A resistência à insulina é um dos principais contribuintes para a Obesidade. Acontece quando as células se tornam menos sensíveis à insulina, dificultando a entrada da glicose nas células, onde pode ser usada como energia.

Em vez disso, a glicose permanece na corrente sanguínea, elevando os níveis de açúcar no sangue.

Estudos em ratos sugerem que o consumo de jicama pode aumentar a sensibilidade à insulina e diminuir os níveis de açúcar no sangue.

O jicama também contém a inulina prebiótica, que tem sido associada à perda de peso e tem impacto sobre os hormônios que afetam a fome e a saciedade.

Portanto, comer jicama pode não somente aumentar o tipo de bactéria intestinal que ajuda na perda de peso, mas também pode ajudá-lo a se sentir mais saciado depois de uma refeição.

8. Extremamente Versátil:

Jicama

Jicama pode ser comido cru ou cozido e usado em uma grande variedade de pratos. Depois de remover a casca dura e acastanhada, a polpa branca pode ser cortada em fatias ou cubos. Aqui estão algumas maneiras de adicionar jicama à sua dieta:

  • Adicione a uma salada de legumes para uma crise extra.
  • Combine com manga, abacaxi ou mamão para uma salada de frutas tropicais.
  • Corte em fatias grossas e sirva com um molho como guacamole ou homus.
  • Adicione a uma travessa de legumes.
  • Frite com óleo de gergelim e vinagre de arroz.
  • Polvilhe com suco de limão e pimenta em pó para um lanche picante.

Considerações Finais:

O jicama é um alimento saudável para ser adicionado na sua dieta.

É rico em vários nutrientes, fibras e antioxidantes, o que pode proporcionar benefícios para a saúde, incluindo melhor digestão, perda de peso e menor risco de doença.

Além disso, o jicama é saboroso e crocante e pode ser comido sozinho ou emparelhado com muitos outros alimentos.

Tendo em conta todos os benefícios que jicama tem para oferecer, você deve incorporá-lo em sua dieta.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Wanessa Mattos

Drª. Wanessa Matos
Dermatologista formou-se em Medicina na Unicamp e na mesma instituição realizou sua residência em Dermatologia, obtendo o título de especialista. Atua nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e estética. Além disso, é sócio titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, com registro no Conselho Regional de Medicina e Associação Médica Brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *