Granuloma Anular – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Granuloma Anular – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.6 (92.67%) 30 vote[s]

Granuloma Anular – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que muitos desconhecem. Além disso, a Granuloma Anular é uma doença inflamatória que acomete o colágeno. A causa é geralmente desconhecida e leva à degeneração do tecido, sendo que se acredita haver alguma influência do sistema imunológico no processo, como no caso de doenças autoimunes.

Granuloma Anular causas

O Granuloma Anular provoca o surgimento de lesões elevadas na pele com prurido. O aspecto é normalmente de um anel, por isso o nome Granuloma Anular. A condição é de fácil diagnóstico e tratamento.

Causas da Granuloma Anular:

Ninguém sabe exatamente o que causa o Granuloma Anular. Mas em algumas pessoas, a condição pode ser desencadeada por:

  • Mordidas de animais ou insetos
  • Infecções, incluindo hepatite
  • Testes cutâneos de tuberculina
  • Vacinações
  • exposição ao sol
  • Outras lesões menores na pele

Granuloma Anular não é contagioso.

Sintomas da Granuloma Anular:

Os calombos são geralmente vermelhos, mas podem ser discretamente azulados, ter uma tonalidade amarelada ou coloração da pele, e uma pessoa pode ter um ou vários calombos. Os calombos podem ser sensíveis, mas geralmente não causam dor nem coceira.

Ele surgem com mais frequência nos pés, nas pernas, nas mãos ou nos dedos de crianças e adultos.

Muitas vezes os calombos se expandem para fora formando anéis. O centro de cada anel pode ser transparente ou ligeiramente afundado e às vezes pálido ou castanho claro. Em algumas pessoas, os anéis se disseminam.

Tratamentos Para Granuloma Anular:

O tratamento nem sempre é necessário, como, por exemplo, nos casos localizados e assintomáticos. Quando realizado, o resultado terapêutico é muito variável.

Granuloma Anular Podem ser utilizadas medicações tópicas como creme de corticoide, vitamina E, tretinoína, imiquimod, tracolinus; corticoterapia intralesional; crioterapia; fototerapia; laser; remoção cirúrgica; medicações sistêmicas como hidroxicloroquina, corticoides, dapsona, pentoxifilina, isotretinoína, nicotinamida, ciclosporina, methotrexate e colchicina, entre outros.

Prevenção Para Granuloma Anular:

Não existe uma forma de se prevenir do surgimento de Granuloma Anular. O que se pode fazer é prevenir complicações quando do surgimento das lesões. Para tanto, deve-se consultar um profissional da saúde assim que surgirem os primeiros sinais.

Um diagnóstico precisa ser feito de forma a excluir possibilidades mais preocupantes, assim como de forma a determinar o tratamento mais indicado e de evitar o disseminar ou a piora das lesões.

Na grande maioria das vezes, o tratamento do Granuloma Anular resulta em sucesso. Por fim, nunca realize automedicação.

O remédio mais indicado para um conhecido pode não ser o melhor para a sua condição, podendo até mesmo piorar um quadro de fácil tratamento. Portanto, procure sempre pela ajuda de um profissional da saúde.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *