Fotofobia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Cura Natural

Fotofobia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.8 (95%) 4 vote[s]

Fotofobia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos nesse artigo, você vai tirar todas suas dúvidas sobre essa doença. Além disso, a fotofobia pode estar relacionada com doenças inflamatórias, degenerativas. São vários tipos de patologias que aumentam a fotofobia. A sensibilidade à luz é a incapacidade para tolerar a luz, medicamente conhecida.

Em alguém que é sensível à luz, qualquer tipo de fonte de luz (luz solar, luz fluorescente, luz incandescente) pode causar desconforto. Fotofobia tipicamente causa uma necessidade de espremer ou fechar os olhos, e dor de cabeça, náuseas, ou outros sintomas podem estar associados.

O que é a Fotofobia?

A fotofobia é a sensibilidade ou intolerância à luz, podendo ser provocada pela luz natural ou artificial. Não é uma doença, mas sim um sintoma. Proporciona um grande desconforto nos olhos de quem sofre com essa condição.

Ela ocorre quando as células fotossensíveis da retina não suportam o excesso de luz, o que resulta no surgimento de outros sintomas.

Todas as pessoas apresentam certa sensibilidade à claridade, pois existem diferentes graus. No entanto, para as pessoas acometidas por outras patologias, o desconforto deste sintoma é mais intenso.

Além disso, é comum que a fotofobia apareça como sintoma de doenças oftalmológicas como a catarata, conjuntivite, glaucoma, uveíte, olhos secos, entre outras.

Essa aversão à luz pode ser mais comum em algumas pessoas do que em outras, como é para quem tem os olhos claros (azuis ou verdes). Elas possuem maior sensibilidade a claridade devido a menor pigmentação.

Causas da Fotofobia:

Fotofobia não é uma doença, mas sim um sintoma de diversas outras condições. A sensibilidade à luz pode ser um sintoma de doenças que não afetam diretamente os olhos, tais como aquelas causadas por vírus ou então enxaqueca.

Veja as causas oculares para fotofobia:

  • Olhos secos;
  • Doenças da córnea;
  • Uveíte;
  • Blefarite;
  • conjuntivite;
  • Irite (inflamação da íris);
  • Astenopia;
  • Ceratoconjuntivite;
  • Doenças da retina ou vítreo
  • Neurite óptica;
  • Papiledema;
  • Abrasão da córnea;
  • Doença, lesão ou infecção nos olhos (como calázia, episclerite, glaucoma).

Sintomas da Fotofobia:

A fotofobia é um grande desconforto que o paciente sente em relação a luz. Pode ocorrer por uma condição natural (olhos claros) ou por alguma doença relacionada.

Essa sensibilidade pode ser leve ou mais intensa, dependendo da patologia que a provocou.

É normal que ao lado dessa sensibilidade à claridade, surjam outros sintomas. São eles:

  • Vermelhidão nos olhos;
  • Lacrimejamento;
  • Visão embaçada;
  • Ardor nos olhos;
  • Dor nos olhos;
  • Inchaço ocular;
  • Dores de cabeça.

O esforço realizado pelo paciente que sofre, para conseguir manter os olhos abertos, é um dos fatores que influencia no desenvolvimento dessas dores de cabeça e na região dos olhos.

Tratamento da Fotofobia:

Não existe um tratamento específico para tratar. Não se fala em cura, porque não é considerada uma doença. A melhor forma de lidar com ela é conhecer suas causas e os fatores que mais predispõem ao seu aparecimento e procurar administrá-los com as medidas possíveis.

O uso de óculos escuros quando sair para um ambiente externo é uma medida simples que muito auxilia nesses casos. Também deve-se pensar na redução da intensidade das luzes em locais fechados, sempre que possível.

Em qualquer circunstância, porém, é importante procurar um oftalmologista com frequência. Desse modo, ele procederá à identificação do caso e à respectiva orientação necessária. O ideal é descobrir se o incômodo sentido provém de fotofobia simplesmente ou está relacionado a outro distúrbio visual.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *