Dieta e Nutrição

Fósforo – o que é, benefícios e deficiência!

Por Alan Costa, em
o que é fósforo?

O fósforo é necessário para os ossos e dentes, também para construção de substâncias importantes, incluindo aquelas usadas pela célula para energia. Além disso, não é à toa que ele é tão abundante no organismo: o corpo humano precisa muito dele.

o que é fósforo?

Seja auxiliando no processo celular ou até mesmo na formação molecular do DNA, o fosforo é um item que não pode faltar na alimentação de ninguém.

Sua ausência é sentida no organismo de modo bastante expressivo: são muitas as doenças causadas pela falta de fósforo, algumas delas bastante graves.

E não é tão difícil incluí-lo no cardápio, diversos alimentos possuem esse importante nutriente. Saiba agora tudo sobre ele.

O que é fósforo?

O fósforo é um mineral essencial para o funcionamento do corpo humano. É o segundo mais abundante no organismo, só ficando atrás do cálcio.

Ele é o único macronutriente que não existe na atmosfera, com exceção da forma sólida encontrada nas rochas.

Está presente nos vegetais, principalmente por que eles absorvem esse mineral, e também faz parte e é transportado pelas correntes de água, por esse motivo diversos peixes e frutos do mar contêm fósforo em sua composição.

Alimentos que mais contêm fósforo:

Existem muitos deles que possuem boas quantidades desse importante mineral. Entre eles, é possível citar as

  1. nozes,
  2. amendoim,
  3. soja,
  4. salmão,
  5. sardinha,
  6. tofu,
  7. lentilhas,
  8. aveia,
  9. feijão-carioca,
  10. carnes,
  11. leites e derivados,
  12. ovos,
  13. cogumelos,
  14. cereais, entre outros.

Dado que a lista é extensa, uma dieta balanceada deve ser o suficiente para suprir as necessidades diárias de fósforo.

Dentro do organismo, o ele trabalha em conjunto com o cálcio para fortalecer ossos e dentes, e ajuda também na formação de diversas proteínas, da proteção muscular, do correto trabalho dos rins, coração, cérebro, entre tantos outros benefícios.

Quais os benefícios do fósforo?

1. Coração:

O fósforo ajuda ainda no controle dos batimentos cardíacos e tem aspecto protetivo da saúde cardíaca;

2. Equilíbrio hormonal:

Por trabalhar conjuntamente com o sistema endócrino, ele também ajuda a manter os hormônios devidamente equilibrados;

3. Envelhecimento:

A falta de fósforo no organismo pode facilitar a ocorrência de uma série de enfermidades, como osteoporose, a artrite, artrose, entre outras.

4. Formação e proteção óssea:

O fósforo, assim como o cálcio, é um importante elemento na formação e fortalecimento dos ossos e dentes, atuando na prevenção de diversas doenças, como osteoporose e raquitismo;

5. Produção de DNA e RNA:

O fósforo compõe as estruturas moleculares do DNA e RNA, responsáveis por todo o código genético;

Veja Também: Os 30 Benefícios da Jaca Para Saúde!

6. Músculos:

Este mineral atua também na contração muscular, reduzindo a fadiga, quando os músculos precisam trabalhar mais fortemente;

7. Formação de proteínas:

O fósforo também faz parte do processo de criação das proteínas do corpo e atua potencializando a capacidade do organismo de absorver corretamente uma série de nutrientes, como os carboidratos;

8. Rins:

Um dos trabalhos mais importantes exercidos pelo rim é a capacidade de filtrar corretamente as impurezas.

Nesse sentido, ele é essencial, pois auxilia nesse processo, equilibrando o organismo e eliminando as toxinas;

9. Digestão:

O mineral é importante para o sistema digestivo, pois facilita as reações químicas necessárias e absorção de nutrientes, evitando assim doenças como prisão de ventre, diarreia, entre outras;

10. Cérebro:

Por participar de uma série de funções, ele é importante também para manutenção de um bom desenvolvimento cognitivo e correta condução dos impulsos nervoso;

quais os benefícios do fósforo?

Sinais de deficiência de fósforo:

O corpo dá diversos sinais de que existe uma falta importante de nutrientes. No caso do fósforo, entre os sintomas mais comuns dessa deficiência, estão:

  1. Maior ocorrência de problemas ósseos e fraturas;
  2. Dores nas articulações;
  3. Sensação de dormência e/ou tremores;
  4. Falta de apetite;
  5. Dores nas articulações;
  6. Problemas de crescimento;
  7. Cabelos e unhas quebradiços;
  8. Diminuição da libido;
  9. Taquicardia;
  10. Problemas de memória;
  11. Irritabilidade ou ansiedade;
  12. Fadiga e cansaço;
  13. Propensão maior à doenças, como osteoporose, artrose e artrite.

Como visto, ele desempenha funções importantes no organismo é é de suma importância para manter a saúde em dia.

No entanto, é preciso procurar um especialista, para que ele faça a avaliação correta, pois os sintomas da deficiência desse nutriente são similares, muitas vezes, a uma série de outras doenças.

É importante também ficar alerta e evitar comprar, por conta própria, suplementos ou medicamentos para fazer essa reposição, pois o excesso também é prejudicial.

Somente um médico, nutricionista, ou um especialista em saúde podem receitar suplementação ou dieta, com base em uma consulta especializada.

Sair da versão mobile