Câncer Anal – O que é, Causas, Sintomas, Tratamento

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Câncer Anal – O que é, Causas, Sintomas, Tratamento
4.9 (97.14%) 7 vote[s]

Câncer Anal, ou câncer de ânus, é um tipo de câncer, pouco conhecido por grande parte da população. Além disso, o ânus é a região que controla a saída das fezes, localizado no final do intestino grosso e liga o intestino ao exterior do corpo. No Câncer Anal, alterações dessa região fazem com que suas células cresçam descontroladamente, resultando em um comportamento maligno.cancer anal

O Câncer Anal é raro. Um tumor anal maligno pode ocorrer na parte externa do ânus (mais comum no sexo feminino) ou na parte interna do canal anal (maior incidência no sexo masculino).

O que é o Câncer Anal:

Os tumores do canal anal são raros , respondendo por apenas 2% dos tumores que acometem o trato digestivo. É mais frequente em mulheres e apresenta um pico de incidência acima dos 50 anos de idade. Geralmente, apresenta um bom prognóstico.

O principal tipo histológico é o carcinoma de células escamosas (85%), podendo surgir outros tipos como: o adenocarcinoma, doença de Bowen , melanoma, linfomas e carcinomas de pele da margem anal.

Sintomas do Câncer Anal:

Alguns casos de Câncer Anal não causam sintomas. No entanto, em mais de metade dos pacientes, ocorre sangramento, que é frequentemente o primeiro sinal da doença. No início, a maioria das pessoas assume que as hemorroidas são a causa da hemorragia.

As hemorroidas são veias inchadas no ânus e reto, dolorosas, que podem sangrar. Elas são uma causa benigna e muito comum de sangramento retal. Os principais sintomas do Câncer Anal incluem:

  • Sangramento retal.
  • Coceira.
  • Nódulo ou massa no ânus.
  • Dor na região anal.
  • Alteração do diâmetro das fezes.
  • Descarga anormal no ânus.
  • Aumento de tamanho dos gânglios linfáticos na área do ânus ou virilha.

A maioria desses sintomas também podem ser provocados por condições benignas, como hemorroidas, fissuras, fístulas anais e verrugas. Entretanto, se você apresentar qualquer um destes sinais ou sintomas, converse com seu médico para que a causa possa ser identificada e, se necessário, iniciado o tratamento.

Causas do Câncer Anal:

Os pesquisadores descobriram que alguns fatores aumentam o risco de uma pessoa ter Câncer Anal, mas a causa exata da doença é desconhecida.

Alguns fatores de risco que aumentam a probabilidade de uma pessoa ter Câncer Anal são:

infecção pelo HPV. A maioria dos cânceres de ânus parece estar ligada à infecção pelo vírus do papiloma humano (HPV). Embora a infecção pelo HPV pareça ser importante no desenvolvimento do Câncer Anal, a grande maioria das pessoas com infecções pelo HPV não tem Câncer Anal. Várias pesquisas estão em desenvolvimento para verificar como o vírus do HPV pode causar o Câncer Anal.

Existem algumas evidências de que o HPV causa muitos dos carcinomas de células escamosas anais. Mas, o papel deste vírus em provocar o adenocarcinoma de ânus é incerto. O subtipo HPV-16 é frequentemente encontrado no carcinoma de células escamosas e em algumas verrugas anais. Já o subtipo HPV-18 é encontrado com menos frequência. A maioria das verrugas são causadas pelo HPV-6 e HPV-11.

As verrugas contendo o HPV-6 ou HPV-11 são menos propensas a se tornarem cancerígenas do que aquelas contendo o HPV-16. O HPV produz proteínas (E6 e E7) supressoras de tumor importantes nas células normais. As proteínas p53 e Rb, normalmente trabalham para impedir à células anormais crescerem. Quando essas proteínas não estão ativas, as células são mais propensas a se tornarem cancerígenas.

Baixa Imunidade. Quando o organismo não é capaz de combater infecções, como o vírus do HPV, pode desencadear o desenvolvimento do Câncer Anal. O vírus HIV, que causa a AIDS, enfraquece o sistema imunológico do corpo, assim como os medicamentos utilizados para prevenir a rejeição de órgãos em pacientes transplantados.

tratamento para cancer anal

Tabagismo. A maioria das pessoas sabe que o tabagismo é a principal causa de câncer de pulmão. Mas, poucos percebem que as substâncias cancerígenas da fumaça do tabaco podem viajar dos pulmões para o resto do corpo, provocando outros tipos de câncer.

O tabagismo também torna o sistema imunológico menos eficaz na luta contra as infecções pelo vírus do HPV. Muitos estudos mostraram um aumento na taxa de Câncer Anal em fumantes e que o efeito do tabagismo é especialmente importante nas pessoas com outros fatores de risco para Câncer Anal.

É importante lembrar que algumas pessoas com Câncer Anal não apresentam nenhum fator de risco, portanto, a causa de seu câncer é desconhecida.

Tratamento Para Câncer Anal:

O tratamento para Câncer Anal deve ser feito por um proctologista e, geralmente, é feito com uma combinação de quimioterapia e radioterapia durante 5 a 6 semanas, não sendo necessário ficar internado no hospital.

O médico pode ainda recomendar cirurgia para remover pequenos tumores anais, especialmente nos dois primeiros estágios do Câncer Anal, ou para retirar o canal anal, o reto e uma porção do cólon, nos casos mais graves.

Nos casos mais graves, quando é necessário retirar uma grande parte do intestino, o paciente pode precisar fazer uma ostomia, que é uma bolsa que fica sobre a barriga e que recebe as fezes, que deveriam ser eliminadas através do ânus. A bolsa da ostomia deve ser trocada sempre que estiver cheia.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *