Anemia Megaloblástica – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Educação Física pela UGF

Especialista do Cura Natural

Anemia Megaloblástica – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
4.8 (95%) 8 vote[s]

Anemia Megaloblástica – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que muitos ignoram. Além do mais, A Anemia Megaloblástica é caracterizada pelo tamanho anormal e imaturidade das hemácias, além da diminuição de leucócitos e plaquetas. No exame de sangue (hemograma) as células apresentam-se normocrômicas (coloração normal) e macrocíticas (tamanho aumentado). A anemia é uma doença na qual o corpo não tem glóbulos vermelhos saudáveis.

Os glóbulos vermelhos fornecem oxigênio para os tecidos do corpo. A anemia por deficiência de vitamina B12 é uma baixa contagem de glóbulos vermelhos (hemácias) devido à falta de vitamina B12.

O que é Anemia Megaloblástica?

A Anemia Megaloblástica é caracterizada pela diminuição de glóbulos vermelhos, que se tornam grandes, imaturos e disfuncionais (megaloblastos) na medula óssea, e também por neutrófilos hipersegmentados. Essas alterações resultam da inibição da síntese do DNA na produção dos glóbulos vermelhos. Em resumo, na Anemia Megaloblástica os glóbulos vermelhos são maiores que normalmente e há pouca quantidade de glóbulos brancos e de plaquetas.

Causas da Anemia Megaloblástica?

A vitamina B12 é responsável, em parte, pela síntese da hemoglobina e o ácido fólico (ou vitamina B9) tem a função de ajudar na síntese do DNA. Frequentemente a Anemia Megaloblástica é devida à carência de um ou ambos desses fatores, defeitos genéticos da síntese de DNA, toxinas e drogas. A Anemia Megaloblástica pode ser causada também por antimetabólitos que interferem na produção de DNA, como alguns quimioterápicos ou antibióticos. A deficiência da vitamina B12 pode também ser devido à ingestão pobre ou dificuldade de absorção desta vitamina. Também a falta de ácido fólico pode estar relacionada aos mesmos motivos ou ao aumento das necessidades orgânicas. Algumas doenças podem gerar Anemia Megaloblástica: leucemia, mielofibrose, mieloma múltiplo, doenças hereditárias, etc.

Sintomas da Anemia Megaloblástica?:

Os sintomas da Anemia Megaloblástica são bem similares ao de outros tipos de anemia como fraqueza, tontura, falta de ar, dor de cabeça, taquicardia, enjoos e perda do apetite. Além disso, pode também ser decorrência de uma Anemia Megaloblástica a palidez, queda de cabelo, unhas fracas, dormência nos dedos, língua inchada e dolorida, diarreia e dores abdominais.

Quando ocorre durante a gravidez, a Anemia Megaloblástica pode acabar levando a um parto prematuro ou até mesmo à algum tipo de malformação fetal. Já em crianças, a Anemia Megaloblástica pode prejudicar a puberdade e o crescimento. Diante dos sintomas ou de suspeitas de anemia megaloblástica um médico deve ser procurado, de forma a realizar o diagnóstico e de dar início ao tratamento mais adequado.

Como o Médico Diagnostica a Anemia Megaloblástica?

O hemograma pode mostrar diminuição do número de hemácias e de hemoglobina, aumento do volume corpuscular médio (VCM > 95 fl ou 95 fentolitros), alterações da hemoglobina corpuscular média (HCM), contagem diminuída de reticulócitos, contagem diminuída de plaquetas, presença de “neutrófilos senis”, hemácias de tamanhos e formas anormais. A medula óssea mostrará importante hiperplasia dos precursores das hemácias e assincronia núcleo-citoplasmática, metamielócitos gigantes e estoque de ferro aumentado. As dosagens bioquímicas de ferro estarão elevadas.

Tratamento Para a Anemia Megaloblástica?

O tratamento da Anemia Megaloblástica depende da sua causa, mas envolve mudanças na dieta e injeções para reduzir a falta de nutrientes, vitamina B12 e ácido fólico. Um nível baixo de vitamina B12 no sangue normalmente pode ser tratado com comprimidos ou injeções dessa vitamina ou dieta contendo alimentos ricos na substância. Também a deficiência de ácido fólico pode ser tratada com comprimidos, injeções e dietas correspondentes. É importante incluir na alimentação a vitamina C, pois ela tem a função de auxiliar na absorção do ferro.

  • Alimentos ricos em vitamina B12: leite, carnes, peixes e ovos.
  • Alimentos ricos em ácido Fólico: feijão, vegetais verdes, fígado, leveduras, etc.

Como Prevenir a Anemia Megaloblástica?

Manter uma dieta rica em vitamina B12 e ácido fólico ou suplementar medicamentosamente essas substâncias em situações de maior consumo orgânico.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Francisco Silva

Sou Formado em Educação Física, pela UGF – (Universidade Gama Filho) - Na turma 2012-2015. Atuei e atuo em academias e clubes, nas modalidades de Musculação do Iniciante ao Avançado, Ginástica em Grupo, Natação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *